sábado, 21 de janeiro de 2012

3 Carlos Nascimento e o poder de encher piscinas



Assunto da vez no twitter foi a opinião do jornalista Carlos Nascimento, no Jornal do SBT, dizendo que "ou os problemas brasileiros estão todos resolvidos ou nós nos tornamos perfeitos idiotas. Porque não é possível que dois assuntos tão fúteis possam chamar a atenção de um país inteiro” referindo-se ao programa BBB12 e ao fato de uma pessoa que ninguém conhece virar celebridade na mídia somente porque o nome dela apareceu milhões de vezes na internet (referindo-se  a Luíza, aquela que estava no Canadá ...). Ao final ele completa: 'Luíza já voltou do Canadá... E nós já fomos mais inteligentes".

Desnecessário dizer que a declaração final repercutiu na internet (se você quiser ler o que comentaram sobre a declaração dele é só espiar Carlos Nascimento    no twitter). 

Então gente... Como eu comentei no post sobre a Luíza, eu não entendo muito esses memes e virais que fazem um sucesso espantoso nas redes sociais, afinal, quase sempre nascem de uma bobagem e se transformam rapidamente em fenômeno de audiência. E hoje as redes sociais tem tanta força que levam os protagonistas desses memes e virais para a TV. A apresentadora Eliana, por exemplo, faz tempo leva algumas dessas estrelas da internet ao seu programa e o quadro faz o maior sucesso. 
Bem, evidentemente que ninguém gosta de ser chamado de idiota ou de burro. Mas facilitaria pra todo mundo se a gente reconhecesse que, muita coisa que a gente curte, não presta. E que muita coisa que a gente espalha, é idiotice. E isso me parece normal. Problema deve ser quando se tem uma geração que só curte o que não presta e é burra o tempo todo. Porque idiota e burro, todo mundo vez ou outra é! Inclusive o Carlos Nascimento, embora eu não ache que o tenha sido neste comentário. Ah, gente...  Até Deus deve achar que bancou o idiota quando permitiu que o diabo fizesse da vida de um inferno só pra testar a fé do pobre homem...

Enfim... Falar e fazer bobagem, vez ou outra, faz parte. Nas redes sociais esse comportamento quase sempre é inofensivo; só  zoação boba e sem sentido que une as pessoas e mostra a força que elas tem quando se juntam. 

O que me preocupa e, penso que é o que afligiu o Carlos Nascimento, é ver que tem tanta coisa nesse país que precisa desse mesmo espaço nas redes sociais e que carece dessa mesma participação do povo na internet pra conseguir mudanças reais, mas passa despercebido, não desperta interesse e não consegue juntar as pessoas em volta de algo que realmente faça a diferença pro país.

 É como se a gente tivesse o poder de fazer surgir água... Mas só usasse esse poder pra encher  piscinas, entende? 


3 comentários:

  1. Oi! =)

    Eu concordo com o Carlos Nascimento.

    O tal "meme" "...menos Luíza, que está no Canadá" não passou de uma brincadeira e é assim que deveria ser tratado. Coisa da internet e pra internet. Mas daí a merecer este amplo destaque, com direito à entrevista da moça em telejornal em rede nacional é um exagero. Minha mãe perguntou: "Mas o que essa menina fez para toda esse paparico? É uma atleta, uma cantora, o que é?" Boa pergunta a de mamãe, não é? E pra explicar para ela o que é "meme", "twitter" e como essas coisas espalham?

    E que interessante: ao passo que tratavam a Luíza ( que não tem culpa de nada, tadinha) como celebridade e davam todos os destaques para ela, o governo dos EUA aprontava com o SOPA e um grupo de ativistas cibernéticos ( Anonymous) derrubou vários sites dos EUA em represália. Como isso foi explicado no JN, por exemplo? "Ação de hackers", só isso. E NINGUÉM mencionou um projeto de lei que anda pelo Congresso chamado "Lei Azeredo" que pretende restringir a liberdade dos usuários de internet aqui nos trópicos.

    Mas claro que não poderiam falar nada, pois provavelmente estavam no Canadá... ou assistindo ao BBB.

    ( Não é nada contra o entretenimento, mas por que TUDO tem que ser tratado como "entretenimento"?)

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Luíza caiu de paraquedas numa história q, no fim, nem era ficção de comercial: a Luíza estava mesmo no Canadá. Engraçado que o povo fez pra zoar e acabou dando maior moral pro comercial da tal construtora :)Mas também acho que ela voltar do Canadá e ir parar em jornal da Globo, foi um 'cadinho D+'.

      Sobre o SOPA eu ainda não sei bem o tamanho desse prato... E confesso que tem seu lado engraçado ver gente parecendo que vai morrer porque fecharam o Megaupload...

      Verdade é que a gente vê tanto blogueiro dando piti quando vê um post do seu blog reproduzido em outro blog, mas acham normal baixar filme e música como se isso não fosse propriedade de alguém,né não?

      E confesso que quase sempre vou contra a maioria das opiniões em relação ao tal 'restringir a liberdade dos usuários de internet'. É, porque, ao contrário do que eu ouço todo mundo falando, eu acho sim que tem q ter algum mecanismo que bote freio no comportamento vil que muita gente tem na internet porque vê a mesma como 'terra de ninguém'. Acho que, como no real, a gente tem que ser responsável pelas coisas que faz...Fala.

      Não sou a favor da censura. Sou a favor da responsabilidade dos atos.

      Enfim...

      Excluir
  2. Olá! Temos o prazer de lhe convidar, a conhecer o novo Agregador de Links da web http://nabocadosapo.com.
    Venha nos dar o prazer de ter sua presença.
    Não deixe de visitar a seção “Parceiros” - http://nabocadosapo.com/parceria e aumente suas visitas. Confira as vantagens.
    Na Boca do Sapo – Mais visitas para a sua página
    Desde já agradecemos por sua atenção!

    ResponderExcluir